CÁLCULO SEGURO DESEMPREGO 2019: Consulta, Valor, Parcelas

Ser desligado da empresa não é uma boa situação, mas sabendo que você tem direito a um benefício enquanto está desempregado chega a ser uma luz no fim do túnel. Por isso, ficar atento ao cálculo seguro desemprego 2019 é muito importante. Com este auxílio, o trabalhador pode reorganizar suas finanças, usar na busca por outro emprego ou para finalidades próprias. Aprenda agora como fazer o cálculo seguro desemprego 2019 e esclareça todas as dúvidas.

Cálculo Seguro Desemprego 2019

Cálculo Seguro Desemprego 2019

O que é o Seguro Desemprego?

O Seguro Desemprego é um auxílio oferecido pelo governo federal para trabalhadores com registro em carteira que foram demitidos sem justa causa, podem receber este benefício as seguintes pessoas:

  • Trabalhador formal e doméstico, em virtude da dispensa sem justa causa, inclusive dispensa indireta;
  • Trabalhador formal com contrato de trabalho suspenso em virtude de participação em curso ou programa de qualificação profissional oferecido pelo empregador;
  • Pescador profissional durante o período do defeso;
  • Trabalhador resgatado da condição semelhante à de escravo.

Como solicitar o Seguro Desemprego?

Sabendo do direito que você tem de receber esse auxílio, o passo seguinte é procurar um dos postos de atendimentos para solicitar o seguro desemprego. Veja os locais de atendimentos:

  • DRT (Delegacia Regional do Trabalho);
  • SINE (Sistema Nacional de Emprego);
  • Agências credenciadas da Caixa Econômica Federal, no caso de trabalhador formal.

Fique atento aos prazos para fazer essa solicitação, existe um tempo certo para que o trabalhador possa dar entrada no pedido, esgotado esse tempo não existe mais a possibilidade de receber o seguro.

  • Trabalhador formal: do 7º ao 120º dia após a data da demissão;
  • Pescador artesanal: durante o período de defeso, em até 120 dias do início da  proibição;
  • Empregado doméstico: do 7º ao 90º dia, contados da data da dispensa;
  • Empregado afastado para qualificação: durante a suspensão do contrato de trabalho;
  • Trabalhador resgatado: até o 90º dia, a contar da data do resgate.

Consultar Seguro Desemprego 2019

Para consultar seguro desemprego 2019 você deve utilizar meios digitais, a primeira parcela deve ser depositada em conta 30 dias após dar entrada no pedido. O pagamento é feito pelo agência da Caixa Econômica Federal, por isso, você receberá um cartão do banco para fazer o saque.

A consulta pode ser feia através de:

  • Aplicativo para celular: Caixa Trabalhador;
  • Serviço de Atendimento ao Cidadão, pelo 0800 726 0207;
  • Portal Seguro Desemprego no site do Ministério do Trabalho;

Para consulta através do site do Ministério do Trabalho, siga esses passos:

Passo 1: Acessar o site oficial e escolher a opção ‘Seguro Desemprego’, que fica no lado esquerdo da página;

Passo 2: Aparecerão várias alternativas, escolha ‘Consultas’;

Passo 3: Informe o número do PIS-PASEP para iniciar a consulta.


Valor Seguro Desemprego 2019

Nem todos os trabalhadores recebem o mesmo valor seguro desemprego, isso porquê a definição do valor do benefício depende da média dos últimos 3 salários mensais registrados em carteira. No entanto, para o pescador artesanal,  empregado doméstico e o trabalhador resgatado, o valor é de 1 salário mínimo.


Cálculo Seguro Desemprego 2019

O cálculo seguro desemprego 2019 tem como base a média dos 3 últimos salários mensais registrados em carteira antes da solicitação do seguro. O valor mínimo da parcela deve ser de até um salário mínimo. Você sabe como fazer a média dos salários?

Exemplo da média:

Salário mês 1: R$1.300.00

Salário mês 2: R$1.340.00

Salário mês 3: R$1.250.00

Soma os 3 salários = R$3.890.00 e divide pela quantidade de meses, neste caso 3. Por tanto, a média é = R$1296,66.

Feito cálculo da média de salários, segue a regra para finalmente calcular qual será o valor dar parcelas que você deverá receber:

  • Média até R$ 1.480,25 multiplica-se salário médio por 0,80 (80%);
  • Média de R$ 1.480,26 até 2.467,33 o que exceder a 1.480,25 multiplica-se por 0,50(50%) e soma-se a 1.184,20;
  • Acima de R$ 2.467,33 o valor da parcela será de 1.677,74.

Exemplo de cálculo:

Seguindo a média que foi calculada á cima, de R$1296,66 o próximo passo é multiplicar pelo valor determinado

1296,66 x 0,8 = R$1.037,32.

Este cálculo está incluso nas novas regras seguro desemprego 2019.


Parcelas Seguro Desemprego 2019

Agora que você já entendeu como O número de parcelas seguro desemprego depende de algumas exigências:

  • Por quantos meses trabalhou na empresa;
  • Número de solicitações do benefício.

O mínimo são 3 parcelas e o máximo 5.

Adicionar Comentário