Imposto de Renda 2019: Como Declarar IRPF 2019? Tabela

Todos os anos as declarações de renda viram notícias e são pautas de conversas e jornais, e com o imposto de renda 2019 não é diferente. Mas, antes de qualquer coisa é interessante saber como funciona o imposto de renda 2019, quais são as suas principais informações e claro, como declará-lo. Por isso, esclareça todas as suas dúvida, agora!

Imposto de Renda 2019

Imposto de Renda 2019

O que é o Imposto de Renda 2019?

Para começar a tratar sobre o imposto de renda 2019, o primeiro passo é saber o que ele representa. Muitas pessoas fazem o seu pagamento e sua declaração, sem conhecer com certeza o que ele significa. O Imposto de Renda (IR) é uma taxa cobrada todos anos pelo governo federal, funcionando como um desconto no rendimento do trabalhador.

✓ Confira ainda as novas regras para ter acesso ao seguro desemprego 2019!

Ele fica separado por duas categorias: Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF 2019) e Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ 2019). Não são todas as pessoas e empresas que se encaixam no grupo que deve fazer a declaração e pagamento do tributo. Aqueles que necessitam, devem utilizar o site da Receita Federal para a declaração. A não apresentação deste documento, implica em complicações judicais com a Receita e com o Governo.


Quem deve Declarar Imposto de Renda 2019?

Ficar sempre atento as informações sobre quem deve declarar imposto de renda 2019 é bem importante. Somente quem reside no Brasil deve fazer esse processo, demonstrando os gastos com o ano anterior ao prazo para a entrega da declaração, no caso os gastos de 2018. Confira quem deve realizar o procedimento:

  • Recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70;
  • Recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00;
  • Obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;
  • Relativamente à atividade rural:
    a) obteve receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50;
    b) pretenda compensar, no ano-calendário de 2018 ou posteriores, prejuízos de anos-calendário anteriores
    ou do próprio ano-calendário de 2018;
  • Teve, em 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300.000,00;
  • Passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês e nesta condição se encontrava em 31 de dezembro.


Tabela Imposto de Renda 2019

O valor que o trabalhador ganha anualmente é o que deve ser declarado, feita esta demonstração fica estipulada uma alíquota na tabela imposto de renda 2019 que serve como base de cálculo para o pagamento deste tributo. Todos os anos é a Receita Federal quem divulga essa tabela. Atualmente, ela está assim:

➜ Faça a simulação através do site da Receita Federal, clicando aqui.


Pagamento Imposto de Renda 2019

Feita a declaração e o cálculo do tributo, chega o momento de realizar o pagamento imposto de renda 2019. Ele deve ser feito como transferência na agência bancária, com débito automático na contra corrente do contribuinte ou com a emissão do código de barras que fica disponíveis nos programas e aplicativo do Imposto de Renda. Os valores seguem algumas regras:

  • Imposto inferior a R$ 10, não deve ser pago;
  • Maior do que R$ 10 e inferior a R$ 100, deve ser pago de uma só vez;
  • Maior do que R$ 100, ele poderá ser pago em até oito parcelas, desde que o valor de cada uma não seja inferior a R$ 50.

✓ Veja as novas datas do Feirão da Caixa 2019!

Atrasos nas parcelas e no pagamento em cota única implicam em juros calculados por dia, além de multa. As cotas começam a ter vencimento em abril.


Declaração IRPF 2019

Se você faz parte do grupo de pessoas que deve fazer a declaração IRPF 2019, precisa ter em mãos o comprovante de rendimento que é cedido pelo empregador. Atualmente é possível fazer este processo através de aparelhos digitais, como: computadores, notebook, tablet e aplicativo para Smartphone.

✓ Saiba como regularizar o seu Seguro DPVAT 2019!

Para isso, é necessário fazer o download do programa destinado á isso e disponível no site da Receita Federal. Em todos os meios digitais o programa deixa disponível um guia com passo a passo que ensina como inserir os seus dados. Devem ser declarados gastos como:

  • Bens;
  • Aluguéis;
  • Reformas;
  • Resgates do FGTS;
  • Dependentes;
  • Herança;
  • Previdência privada;
  • Rendimento de ações judiciais;
  • Fonte alternativa de renda;
  • Dívidas;
  • Dados bancários.

Escritórios de contabilidade e algumas universidades fazem este processo. Os contadores cobram por esse processo, mas as universidades e outros centros fazem o preenchimento de forma gratuita. Todas as informações também podem ser esclarecidas no portal da Receita Federal destinado ao IRPF.

Adicionar Comentário