O que muda nas eleições com o fim das coligações partidárias

Você já deve saber que o sistema eleitoral é regido por alguns regulamentos bastante específicos. Como por exemplo, temos a possibilidade de coligações partidárias para que os candidatos possuam mais poder política nas eleições. Mas será que é realmente válido essa junção?

Pensando em tornar mais justa a disputa e diretamente dependente do voto do eleitor, as Mesas da Câmara dos Deputados e do Senado Federal divulgaram recentemente uma clausula que impede esse procedimento. Entenda a seguir o que irá mudar nas eleições após o fim das coligações partidárias:

Quais os objetivos das coligações partidárias?

Antes de compreender, de fato, as razões pelas quais os partidos se unem nas eleições, vale lembrar que este impedimento está relacionada a disputa para vereadores, deputados estaduais, distritais e federais.

Isto quer dizer que o poder majoritário continua podendo, da mesma forma, se utilizar deste recurso. Então, quem irá votar durante a eleição para prefeito estará sujeito a encontrar alguns partidos aliados.

E as razões pelas quais isso acontece são totalmente relacionados ao poder da campanha eleitoral. Quando possam a estar unidos nas eleições, os partidos podem ganhar mais tempo de propaganda eleitoral, assim como maior divulgação.

Esse sistema permite que candidatos de partidos diferentes e até opostos, passem a atuar juntos nas campanhas. Não é necessário sequer partilhar das mesmas propostas políticas para isso.

O que muda após o fim das coligações partidárias?

Bem, como você pôde conferir acima, a mudança para essa eleição não será aplicada para a disputa majoritárias. O que será diferente é a impossibilidade de junção de partido para os demais cargos.

Portanto, quem já está de olho na data das eleições 2020deverá também estar atento as propostas singulares dos candidatos, que terão de ser únicas e direcionadas a um público alvo.

Esse sistema de votos proporcionais permite que candidatos com maiores votos elejam outros que obtiveram menos votos, ou seja, eram menos preferidos pelo povo. O procedimento levou muitas pessoas a conquistarem cargos políticos sem muitos votos.

Vale lembrar que a mudança será válida tanto para o primeiro como para o segundo turno, por isso, confira a data do segundo turno eleições 2020Assim, o seu voto será direcionado de maneira mais justa.

O impedimento das coligações partidárias visa impedir esse tipo de ocorrência, deixando na mão do cidadão o poder de votar e escolher os candidatos a assumir o poder. A vedação começa a valer para as eleições de 2020.

Adicionar Comentário